PÉ BEM LIMPINHO

| RESTAURANTES

Bsb Grill – a carne daqui não deve nada a nenhuma grande churrascaria, mas o que me atrai é a esfiha folheada estupidamente boa.

Carpe Diem – em algum momento, esse restaurante dominou a cidade e eles caíram no erro da onipresença. Ainda assim, o restaurante da Asa Sul é o que há de mais tradicional na cidade. O buffet deles é ótimo e a minha parte favorita é a salada montada, com os molhos mais gostosos que já provei.

Daniel Briand – um café francês que não deve nada a ninguém. É uma ideia boba fingir que se está em Paris estando em Brasília, mas no dia que der vontade, eles te ajudam. A torta de pêra e o tronco de chocolate com pistache acabam com o meu discurso vazio de que não ligo para sobremesas!

Fred – admito uma fraqueza: o vício em picadinho. Sofro muita discriminação por essa escolha, mas aprendi a lidar com isso. Para exaltar minha escolha, nenhum restaurante supera o Fred.

Saborella – bacuri, taperebá e pinha. Pense numa fruta e eles te oferecem um sorvete. O meu favorito, porém, continua sendo o de tapioca.

Valentina – ao contrário da Dom Bosco, essa pizzaria merece rótulos, títulos e coroas. Por suas qualidades, relevo a estranheza de pedir uma pizza que leva meu nome, o que imagino que configure antropofagia em algum aspecto.




  • Loading
    http://www.ovodecodorna.com/wp-content/themes/ovocito-v3

    Seja da nossa turma.
    Cadastre-se!

    Cadastre aqui seu email

    X

    Seja da nossa turma.
    Cadastre-se!

    Cadastre aqui seu email

    X