COM MUITA ELEGÂNCIA

| THE DECADENTE

Eu me apaixonei pelo The Decadente. Foi forte e até hoje me abala. A primeira razão e na qual eles não tem uma gota de mérito é que fica na frente do Miradouro São Pedro de Alcântara, onde eu passaria todos os meus dias, só namorando a Baixa e o rio Tejo. Depois porque o restaurante é lindo, bem decorado daquele jeito perturbador que te dá vontade de copiar metade das coisas ou levar um container pro Brasil ou ocupar o lugar. Dito isso o prédio e os donos são os mesmo do albergue de luxo – a definição é ruim, mas é a deles, fazer o quê? – que é bonito e conservado como poucas coisas são em Lisboa. Deixado de lado esse confete inicial, a comida é uma surpresa muito boa. De entrada sopa de abóbora com paio, que é de outro mundo e carpaccio de peixe-manteiga. Os principais foram o confit de pato,  a arraia e uma salada que causou grande curiosidade. Todos os pratos são simples e bem executados. Dá vontade de voltar todos os dias.  De sobremesa ficamos com um bolo de tangerina com sorvete de canela, mas é possível que esteja trocando a ordem e seja bola de canela com sorvete de tangerina. Perdoe. A culpa é do vinho do Porto. Junto com um restaurante, há um bar, com mesas e cadeiras de outros tempos, onde você fica confortavelmente enchendo a cara com moderação. O vai-e-vem dos hóspedes anima e é engraçada a paquera dos turistas com o staff cuidadosamente escolhido pra causar inquietude nos visitantes. Correndo o risco de estar inventando demais, a música vem de uma vitrolinha e dá vontade de sair dançando pelo Miradouro.




  • Loading
    http://www.ovodecodorna.com/wp-content/themes/ovocito-v3

    Seja da nossa turma.
    Cadastre-se!

    Cadastre aqui seu email

    X

    Seja da nossa turma.
    Cadastre-se!

    Cadastre aqui seu email

    X