No verão passado, alugamos um apartamento que lembrava uma casa de boneca. Por semanas, que ocupam um espaço afetivo desproporcional, fomos felizes numa intensidade difícil de reproduzir. Os dias se alternavam entre mergulhos históricos e noites eternas. Foram incontáveis amanheceres, seguidos de um sono que pedia blackout e consciência tranquila. Depois a gente cansava e acompanhava o fluxo da cidade, batendo perna de leste a oeste e compensando a nossa culpa nos templos babilônicos. Logo em seguida, a música invadia a rua em que estávamos andando e era irresistível voltar pro desbunde.

Não me entenda mal. A adolescência passou há mais tempo do que eu gostaria, e, na maioria das noites, preferiria apanhar de mão fechada à entrar numa boate do Rio. O problema é que as festas de lá são vergonhosamente atraentes e acontecem todos os dias, em qualquer hora e em qualquer lugar. Como resistir?

Acredito e faço campanha pelo verão, mas sendo sincera precisei de uma parka no meio da temporada. Ainda que o frio sempre esteja à espreita, os dias de sol garantem corpos semi-nus nos jardins, na beira do rio ou no banco da praça. Imagem essa que costuma me dar uma dose extra de entusiasmo.

Abaixo, o que aprendemos e cabe em bullet points:

  • É frequente que os estabelecimentos não aceitem cartão de crédito. É certo que ninguém aceita American Express. O dono da farmácia me falou a taxa que eles cobram e lhe dei toda razão. Se eu fosse uma ativista, quebrava meu cartão.
  • Os restaurantes e boates têm horários de funcionamento arbitrários. É normal que eles só abram para uma das refeições ou que fechem para algum evento específico. Ligar antes é profilaxia de combate à frustração.
  • A política da porta das boates mais famosas de Berlim é diferente de todas as outras cidades que já estive. Camisa social, salto alto e qualquer outro tipo de recurso que evidencie esforço são desprezados. Eles não têm o menor problema em te barrar, mesmo que você tenha ficado uma hora na fila. Vá com a sua roupa mais velha, um mamilo de fora e nem pense em pentear o cabelo.
  • É  o sistema de taxis mais eficiente que já vi. 030 44 33 22. Não importa onde você esteja ou a que horas, em menos de cinco minutos o taxi vai estar na porta.
  • Um chip pré pago com internet eterna custa dez euros em qualquer operadora e vale por um mês.

 




  • Loading
    http://www.ovodecodorna.com/wp-content/themes/ovocito-v3

    Seja da nossa turma.
    Cadastre-se!

    Cadastre aqui seu email

    X

    Seja da nossa turma.
    Cadastre-se!

    Cadastre aqui seu email

    X