Detesto limitar as férias com compromissos pré agendados. Acaba com a espontaneidade, o que me dá antipatia de antemão, mas esses  casos merecem toda a antecedência:

  • Berlim subterrânea: se os bombardeios apagaram os resquícios da guerra na superfície, o mesmo não se pode dizer sobre os tesouros dentro da terra. Os passeios são para grupos pequenos. Prepare os casacos. O reino de Hades é gelado.
  • Filarmônica de Berlim:  não há quem possa competir com essa turma. É de bom-tom conferir nem que seja para ser arrebatado pela acústica impressionante.
  • Ilha dos Museus:  esse complexo tem mais de uma dezena de museus que abrange grande parte dos interesses mundiais. O Pergamon é a vedete da ilha e as reconstruções arqueológicas são assombrosas. Hesito entre duas questões: como eles podem ser tão eficientes em reconstruir templos da antiquidade e  como eles conseguiram roubar peças dessa magnitude?  A fila para entrar é grande e comprar pela internet te poupa fadiga; o que há de ser valorizado. Afinal, parafraseando o famoso forrozeiro, todo tempo que você tiver para admirar a Porta de Ishtar é pouco.
  • Sachsenhausen: para quem tem especial fascínio por Segunda Guerra – como não ter? –  uma lição de horrores.



  • Loading
    http://www.ovodecodorna.com/wp-content/themes/ovocito-v3

    Seja da nossa turma.
    Cadastre-se!

    Cadastre aqui seu email

    X

    Seja da nossa turma.
    Cadastre-se!

    Cadastre aqui seu email

    X